CONHEÇA NOSSO BLOG
24Out
Vacina Da Dengue prevenção

Nova vacina para prevenção da Dengue

Compartilhe !

A dengue representa uma ameaça significativa à metade da população mundial. Um estudo estima que cerca de 3,9 bilhões de pessoas no mundo correm risco de se infectar pelo vírus da dengue. A infecção pode ocorrer em pessoas de todas as idades, sendo uma das principais causas de doenças graves entre as crianças em alguns países da América Latina. 

O Brasil tem uma elevada prevalência de dengue. No ano de 2022, o país registrou aproximadamente 1,4 milhão de casos de dengue, com mais de 1.400 casos de dengue grave e mais de 1.000 mortes; em 2022, no Brasil, houve um aumento de 162% dos casos de dengue quando comparados ao ano de 2021. A incidência dos casos de dengue, em 2022, teve um aumento ainda maior no Estado do Rio de Janeiro; o aumento chegou a 300%, quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

A dengue pode ser causada por quatro sorotipos virais (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4); a infecção por um determinado sorotipo confere imunidade contra este mesmo sorotipo, mas é possível contrair dengue novamente se houver contato com um sorotipo diferente. Portanto, é possível contrair dengue quatro vezes. 

Em 2022, 84.2% dos casos no Brasil foram causados pelo sorotipo 1, 15.8% pelo sorotipo 2 e poucos casos pelo sorotipo 3. O ressurgimento recente no Brasil de casos de dengue causada pelo sorotipo 3, o qual há mais de uma década e meia não causava epidemias, serve de alerta quanto ao risco de epidemia da doença causada por esse sorotipo viral devido à baixa imunidade contra este sorotipo presente na população.

Recentemente, a vacina Qdenga© do laboratório Takeda, foi aprovada no Brasil para a prevenção da dengue. A  Qdenga é uma vacina de vírus vivo atenuado tetravalente contra a dengue devendo ser administrada pela via subcutânea, preferencialmente na parte superior do braço na região do deltoide.

O imunizante está recomendado a partir de 4 anos até 60 anos de idade, no esquema de duas doses com intervalo de três meses entre elas (esquema: 0-3 meses).

Na avaliação clínica após 12 meses da administração desta vacina em pessoas entre 4 anos e 16 anos de idade, foi demonstrada uma eficácia geral de 80,2% contra a dengue causada por qualquer sorotipo independentemente da situação sorológica de base para dengue dos vacinados (soropositivos e soronegativos). 

Os efeitos adversos mais frequentes são dor no local da injeção, dor de cabeça, dor muscular, vermelhidão no local da injeção, sensação de indisposição geral, fraqueza e febre. 

Em suma, a Qdenga demonstrou elevada eficácia e segurança, podendo ser aplicada a partir de 4 anos até 60 anos de idade naqueles que já tiveram ou não dengue. Esta vacina está contraindicada nas pessoas imunocomprometidas, nas gestantes, nas mulheres amamentando lactentes de qualquer idade e naqueles que apresentam reação de hipersensibilidade a qualquer componente da formulação desta vacina. 

Links úteis!

Vacina da gripe

Vacina da febre amarela

Posts Recentes Categorias Tags
© 2024 PREVCENTER Agência Digital no RJ