banner - calendario mulheres (960x171)

Calendário de Vacinação – Mulheres

Calendario para mulheres

Clique no calendário para ampliar ou efetuar download da imagem

Adaptado da Sociedade Brasileira de Imunizações, do Programa Nacional de Imunizações e do Comitê Assessor sobre Práticas de Imunizações dos E.U.A.

1- A vacinação de mulheres com mais de 26 anos, com ambas as vacinas, é considerada segura e eficaz por órgãos regulatórios de muitos países. Mulheres mesmo que previamente infectadas podem se beneficiar da vacinação. No Brasil, a vacina quadrivalente contra o HPV foi aprovada para uso em mulheres até os 45 anos de idade e a vacina bivalente para meninas a partir de 9 anos de idade, sem limite superior de idade.

2- Aplicar uma dose para as mulheres que receberam uma única dose previamente. Aplicar duas doses para os que desconhecem ou que não receberam nenhuma dose prévia desta vacina. O intervalo mínimo de 30 dias entre as doses precisa ser respeitado.
Vacinas de vírus vivos atenuados são de risco teórico para o feto, sendo, portanto, contraindicadas em gestantes.

3 – Deve ser preferencialmente administrada fora do período da gestação, mas em situações de risco aumentado de exposição ao vírus, a vacinação de gestantes deve ser considerada.

4- A melhor época para a aplicação da vacina dTpa em gestantes é entre a 27º e a 36º semana de gestação, entretanto esta vacina pode ser recomendada a partir da 20ª semana. Mulheres não vacinadas na gestação devem ser vacinadas no puerpério, o mais precocemente possível. A vacinação com dTpa deve ser repetida a cada gestação.

5- Recomendada para todos os adultos. A gestante é grupo prioritário para vacinação contra a influenza. Nos meses de sazonalidade do vírus influenza, esta vacina está recomendada mesmo no primeiro trimestre de gestação.

Nota: Nas gestantes deve-se evitar administrar vacinas no primeiro trimestre da gravidez.