Varicela

O que você precisa saber sobre a vacina

Quem deve ser vacinado?

  • Crianças aos 12 meses de idade.
  • Adolescentes e adultos suscetíveis à doença.

Quem não deve ser vacinado?

  • Gestantes.
  • Imunodeficientes.

Efeitos adversos mais comuns

  • Erupção cutânea semelhante à catapora.
  • Febre baixa.
  • Dor no local da aplicação.

Mais informações

Popularmente conhecida como catapora, é uma doença altamente contagiosa. O vírus varicela-zoster (VZV) é distribuído em todo o mundo. A infecção por esse vírus causa duas formas clinicamente distintas de doença: a varicela (varicela) e o herpes zoster (zona). A primeira infecção pelo vírus varicela-zoster resulta em erupção cutânea vesicular difusa de varicela ou catapora. A reativação endógena do vírus varicela-zoster latente normalmente resulta em uma infecção localizada da pele, conhecida como herpes zoster, ou zona.
A infecção primária por varicela em crianças é geralmente uma doença leve em comparação com apresentações mais graves em adultos ou pacientes imunocomprometidos de qualquer idade.

A transmissão ocorre para as pessoas suscetíveis por meio do contato com gotículas em aerossol das secreções nasofaríngeas de um indivíduo infectado ou por contato cutâneo direto com líquido das vesículas de lesões da pele. O período médio de incubação da infecção por varicela é de 14 a 16 dias, embora esse intervalo possa variar de 10 a 21 dias. Considera-se geralmente que o período de transmissão ocorra no período de 48 horas antes do aparecimento das erupções cutâneas, até que todas as lesões cutâneas tenham se tornado crostas. Na criança saudável, podem ocorrer infecções bacterianas secundárias da pele. Mais raramente, formas graves e progressivas da doença podem manifestar-se clinicamente por encefalite, hepatite, pneumonite e eventualmente pode levar ao óbito. No adulto, a ocorrência de óbito por varicela é quinze vezes mais frequente do que nas crianças.

Na criança, a primeira dose da vacina contra a varicela está indicada aos 12 meses de idade e uma segunda dose deve ser realizada a partir dos 15 meses. A primeira dose das vacinas de varicela e tríplice viral devem ser feitas na mesma visita, aplicadas em locais diferentes ou utilizando a vacina combinada tetraviral em uma única administração; esta última se mostrou associada a uma maior frequência de febre em lactentes que receberam a primeira dose com a vacina tetraviral. Aos 15 meses de idade deve ser feita uma segunda dose, preferencialmente com a vacina tetraviral, respeitando intervalo mínimo de três meses da última dose da vacina contra a varicela. Em casos de surtos ou contato íntimo com caso de varicela, a vacina varicela pode ser utilizada a partir de 9 meses de vida. Nesses casos, doses aplicadas antes dos 12 meses de idade, não são consideradas válidas, e a aplicação de mais duas doses após a idade de um ano é necessária. É considerada protegida a criança que tenha recebido duas doses da vacina contra a varicela após os 12 meses de idade.

A vacina contra a varicela está indicada para todos os adultos e adolescentes suscetíveis. Esta vacina está contraindicada na gestação e pessoas com imunodeficiência. O esquema vacinal do adulto é composto por duas doses com intervalo de quatro a oito semanas.

Pontos importantes

  •  A varicela é uma doença altamente contagiosa.
  • A vacina pode ser administrada em concomitância com outras vacinas inativadas e com a tríplice viral.
  • Quando as vacinas de varicela e tríplice viral não forem administradas no mesmo dia, é necessário respeitar intervalo de 30 dias entre as doses.

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas

Nome
Telefone
Selecione a unidade
Mensagem
local

Unidade Barra da Tijuca

local

Avenida das Américas, 3255 – Loja 252/253 (Shopping Barra Garden – 2º piso)

local

Unidade Copacabana

local

Rua Siqueira Campos, 93 – Grupo 606 (Ed. Medical Center)

local

Unidade Ipanema

local

Rua Visconde de Pirajá, 260 – Loja E (próximo a Vinicius de Moraes)

© 2019 PREVCENTER Agência Digital no RJ