Difteria-Tétano-Coqueluche acelular do adulto (DTPa)

foto-destaque-calendario-idosos v2

Vacinas para idosos

Difteria, Tétano, Coqueluche Acelular Adulto (DTPa)

Esta vacina formulada especialmente para uso nos adultos protege contra a coqueluche, o tétano e a difteria. A coqueluche é doença bacteriana aguda, altamente contagiosa, causada pela Bordetella pertussis. A ocorrência de coqueluche vem aumentando entre os adultos; estes últimos têm sido responsáveis pela transmissão desta doença para as crianças durante o primeiro ano de vida.

O tétano é uma doença infecciosa, não contagiosa, causada pelo Clostridium tetani. A doença caracteriza-se por hipertonia da musculatura, generalizada ou não. Essa contratura permanente pode se intensificar e causar o espasmo ou convulsão tônica a qual é responsável pela maioria dos óbitos.

A difteria é uma doença infecciosa aguda, causada pelo Corynebacterium diphtheriae, que atinge preferencialmente crianças.

Esquema: Os adultos com esquema de vacinação contra o tétano e a difteria (dT) incompleto ou desconhecido, devem iniciar ou completar o esquema de três doses; deve-se utilizar a vacina tríplice bacteriana dTpa em substituição a uma das doses da vacina dupla contra o tétano e a difteria.

Para os adultos não vacinados, está recomendado administrar as duas primeiras doses, com um intervalo mínimo de quatro semanas, e a terceira dose 6 a 12 meses após a segunda; nestes casos deve-se utilizar a vacina tríplice dTpa em substituição a uma das doses da vacina dupla contra o tétano e a difteria.

Devem vacinar contra difteria, tétano e coqueluche tipo adulto (dTpa): todos os adultos e idosos que ainda não se vacinaram contra difteria, tétano e coqueluche; -todos os adultos e idosos que convivem ou cuidam de crianças com menos de um ano de idade (pais, avós, irmãos mais velhos e cuidadoras).

O indivíduo com mais de 60 anos é considerado de risco para as complicações relacionadas à coqueluche.

A vacina está indicada mesmo para aqueles que tiveram a doença, já que a proteção conferida pela infecção natural é de no máximo 15 anos.