Resumo sobre as vacinas

Hepatite B0

Hepatite B

A transmissão da hepatite B ocorre através do contato com sangue, saliva, sêmen e outras secreções orgânicas de pessoas portadoras deste vírus. A transmissão vertical da mãe para o recém-nato através do contato com o sangue e secreções orgânicas no momento do parto contribui para a disseminação desta doença. A hepatite B é uma das principais causas de cirrose e câncer de fígado no mundo. Na criança a primeira dose deve ser aplicada por via intramuscular nas primeiras 12 horas de vida. A segunda dose pode ser feita com um ou dois meses de idade e a terceira, aos seis meses de vida. O esquema de quatro doses pode ser adotado quando é utilizada uma vacina combinada que inclua a vacina hepatite B, ou seja, a primeira dose ao nascer utilizando a vacina isoladamente, e aos 2, 4 e 6 meses de idade com as formulações combinadas (p.ex.: DTPw-HB-Hib ou DTPa- HB-VIP-Hib). Se a mãe for portadora do vírus da hepatite B, além da vacina está indicada também a imunoglobulina específica contra a hepatite B o mais precocemente possível.
Hepatite A0

Hepatite A

A hepatite A pode ocorrer esporadicamente ou de forma epidêmica. A transmissão ocorre através do contato pessoa a pessoa ou pela ingestão de alimentos ou água contaminados. A vacinação é indicada para qualquer pessoa, a partir dos 12 meses de idade. O esquema de vacinação é composto por duas doses: a primeira dose na data escolhida e a segunda dose, seis meses após a primeira dose.
Papilomavírus (HPV)0

Papilomavírus (HPV)

Segundo a OMS, 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras do HPV e 70% dos casos do câncer do colo do útero são causados pelos tipos 16 e 18. Apesar de muito se falar sobre a vacinação para mulheres, ela também está indicada para homens. Ambos devem ser vacinados respeitando o esquema recomendado para a faixa etária. Existem três vacinas contra o HPV, das quais duas estão licenciadas no Brasil: a) a vacina quadrivalente, a qual confere proteção contra dois tipos do HPV causadores de verrugas (6 e 11) e dois tipos que podem causar o câncer do colo uterino (16 e 18), indicada para o sexo feminino entre 9 e 45 anos e para o sexo masculino entre 9 e 26 anos; b) a vacina bivalente, a qual confere proteção contra dois tipos que podem causar o câncer do colo do útero (16 e 18), e está indicada somente para o sexo feminino a partir de 9 anos de idade. A vacina HPV 9-valente (6, 11, 16, 18, 31, 33, 45, 52 e 58) já está sendo comercializada em alguns países, mas ainda não está disponível no Brasil. O esquema de vacinação da vacina quadrivalente é de duas ou três doses na dependência da idade e da presença de outras morbidades. O esquema de vacinação para meninas e meninos menores de 15 anos é de duas doses com intervalo de seis meses. Para os adolescentes e adultos com idade ≥ 15 anos, não imunizados anteriormente, o esquema é de três doses: na data escolhida, 1 a 2 meses após, e seis meses após a primeira dose (0 - 1 a 2 - 6 meses). A população feminina e masculina de nove a 26 anos de idade portadores do HIV/Aids, transplantados de órgãos sólidos, de medula óssea e pacientes oncológicos são considerados grupos prioritários e deverão utilizar a vacina contra o HPV no esquema de três doses independentemente da faixa etária. As pessoas que apresentaram infecção prévia pelo HPV, podem continuar se beneficiando da vacinação prevenindo-se contra os demais sorotipos. Esta vacina está contraindicada durante a gestação.
Varicela0

Varicela

A varicela é uma doença altamente contagiosa, também conhecida como catapora. A primeira dose da vacina contra a varicela está indicada aos 12 meses de idade e uma segunda dose deve ser realizada a partir dos 15 meses. Deve-se respeitar o intervalo mínimo de três meses entre as doses. Em casos de surtos ou contato íntimo com caso de varicela, a vacina contra a varicela pode ser utilizada a partir de 9 meses de vida; nesses casos, doses aplicadas antes dos 12 meses de idade, não são consideradas válidas, e a aplicação de mais duas doses após a idade de um ano é necessária. É considerada adequadamente vacinada, a criança que tenha recebido duas doses da vacina após 12 meses de idade. Além das crianças, a vacina contra a varicela está indicada para todos os adultos e adolescentes suscetíveis.
© 2019 PREVCENTER Agência Digital no RJ