foto-destaque-vacinas-disponiveis

Vacinas disponíveis

Haemophilus Influenzae do Tipo B (Hib)

O Haemophilus influenzae é importante agente de infecções graves em lactentes e crianças com menos de 5 anos de idade. Embora cepas não tipáveis (não-capsuladas) colonizem as vias respiratórias e sejam causa freqüente de otite média, sinusite e infecção das mucosas respiratórias, são as cepas capsuladas, particularmente as do sorotipo b, as responsáveis pela quase totalidade dos casos de doença invasiva por essa bactéria.

Calcula-se que mais de 95% das cepas de Haemophilus influenzae isoladas de pacientes com doença invasiva (particularmente meningite, mas também sepse, pneumonia, epiglotite, celulite, artrite séptica, osteomielite e pericardite) pertençam ao sorotipo b.

As doenças invasivas por Haemophilus influenzae tipo b são mais comuns após os 3 meses de idade, à medida que diminuem os títulos de anticorpos maternos transmitidos por via placentária. A maioria dos casos ocorre em crianças com menos de 5 anos de idade, com maior concentração nos dois primeiros anos de vida e acentuada mortalidade no primeiro ano. Aglomerações em lugares fechados e freqüência a creches e instituições afins favorecem as infecções por Haemophilus influenzae tipo b.

A vacina conjugada contra o Haemophilus influenzae protege contra a meningite bacteriana, epiglotite, pneumonia e otite causadas por este agente. A maior parte das infecções por este agente ocorre em crianças com menos de cinco anos de idade.

Esquema: As três primeiras doses devem ser aplicadas no 2º, 4º e no 6º mês de vida; reforço deve ser administrado entre 15-18 meses de idade principalmente quando forem utilizadas, na série básica, vacinas contra Hib nas combinações com DTPa.

Esta vacina também deve ser utilizada em situações especiais de risco tais como esplenectomizados, transplantados de medula óssea e órgãos sólidos, entre outras.

Indicação: Proteção contra meningite, epiglotite, pneumonia e otite causadas pelo Hib.